NFC-e já é obrigatória no Tocantins

A Rensoftware conta a menor versão do documento do mercado, que significa redução de custos para as empresas

Desde 1º de janeiro de 2019, as empresas tocantinenses estão obrigadas a emitir a Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e), conforme determinação da Secretaria Estadual da Fazenda.

O novo documento substituirá a Nota Fiscal de Venda ao Consumidor, modelo 2, e o Cupom Fiscal pela NFC-e modelo 65. Em janeiro, os estabelecimentos com regime de recolhimento normal e os optantes pelo Simples Nacional com faturamento anual acima de R$ 1 milhão terão que emitir a NFC-e.

Já a partir de julho de 2019, as empresas do Simples Nacional com faturamento anual abaixo de R$ 1 milhão serão obrigadas a emitir a nota fiscal ao consumidor eletrônica.

Economia

A Rensoftware, empresa de softwares especializados em automação comercial, possui a ferramenta de emissão da NFC-e pronta, testada e aprovada desde julho deste ano e com um grande diferencial: a versão da nota é a menor do mercado, o que significa economia nas bobinas de papel.

“Estamos sempre atentos às demandas do mercado, às necessidades do empresário. A partir daí, nossa equipe de desenvolvedores cria soluções que atendam a legislação e sejam eficientes e eficazes para as empresas. A NFC-e é um grande exemplo disso”, explica o CEO da Rensoftware, Renye Costa.

Clientes Rensoftware já contam com a atualização para a versão menor do documento, que representa a economia com bobinas de impressão em torno de 55% a 60% e com todas as informações da nota legíveis para o consumidor.

Faça download do nosso Ebook “Guia da NFC-e”

vendas.rensoftware.com.br/ebook-nfce

 

 



Deixe uma resposta