Colaboradores da Rensoftware entram no cadastro de doadores de medula óssea

Uma equipe do Hemocentro foi até a sede da empresa conversar com os profissionais e captar voluntários

A importância do cadastro de doadores de medula óssea para o tratamento de pessoas com leucemia no Brasil foi tema de uma palestra promovida pelo Hemocentro com os colaboradores da Rensoftware. A equipe do do órgão realizou também o cadastro de quem ainda não fazia parte do banco de dados nacional.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para se tornar um doador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 55 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde, não ter doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.

Antes de ser um doador é preciso fazer parte do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea. Jaqueline Cunha, assistente social do Setor de Captação de Doadores, ressalta que fazer parte desse banco de dados é bem simples.

“A possibilidade de achar uma pessoa compatível é de 1 em 100 mil, por isso fazemos esse trabalho de ampla informação. Com o esclarecimento do tema podemos aumentar as chances de encontrar um doador compatível. O cadastro é bem simples, a única preocupação é sempre manter atualizado”, disse Jaqueline.

O transplante de medula óssea é uma modalidade de tratamento indicada para doenças relacionadas com a fabricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico. Os principais beneficiados com o transplante são pacientes com leucemias originárias das células da medula óssea.

 Gesto solidário

O CEO da Rensoftware Rênye Costa louvou a adesão de quase 20 colaboradores da Rensoftware no cadastro nacional. “Acima de tudo, fazer parte desse cadastro é ajudar o nosso próximo que está precisando. Quero agradecer a parceria com o Hemocentro, que se disponibilizou a vir aqui para realizar os cadastros dos nossos colaboradores. É um gesto solidário e humano”, afirmou Renye.

“Achei muito importante esse cadastro, por isso decidi participar, para ajudar quem precisa. Estou à disposição no momento em que alguém que seja compatível precisar”, destacou a colaboradora Maria Genice.



Deixe uma resposta