1º WorkShop de Automação Fiscal da Rensoftware destacou a obrigatoriedade da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica no Tocantins

O evento contou com a participação de centenas empresários, profissionais da contabilidade e estudantes.

Desde julho do ano passado, a emissão Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) passou a ser obrigatória para os estabelecimentos em início de atividade no Tocantins. Em 1º de janeiro de 2019, passou a ser obrigatória para as empresas do Simples Nacional com faturamento anual acima de R$ 1 milhão e, a partir de  1ª de julho deste ano, é exigência para os estabelecimentos do Simples Nacional com faturamento anual inferior a R$ 1 milhão.

Essa foi a principal abordagem do 1º WorkShop de Automação Fiscal promovido pela Rensoftware em parceria com o Centro Universitário Unitpac e apoio da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA e Contare, no último dia 29, na presença de centenas de participantes, entre empresários, profissionais da contabilidade e administração, e estudantes universitários.

O CEO Founder e diretor da Rensoftware, Rênye Costa pontuou que ainda existem muitas dúvidas em relação a NFCe, por isso o workshop se fez necessário.

“O mais importante para Rensoftware é poder contribuir com a informação. Essa mudança de notas existe em muitas empresas e muitas ainda não conhecem as vantagens. Apresentamos aqui esses benefícios e lembramos que estamos passando por uma mudança nas relações de consumo, em que tudo caminha para o arquivamento digital”, disse Renye.

Vantagem ao empresário

De acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), são inúmeras as vantagens da NFC-e. Para o empresário, diminui-se a burocracia com a dispensa de obrigatoriedade de adoção de equipamento fiscal homologado para emissão de notas, há a flexibilidade de expansão de pontos de venda no estabelecimento sem necessidade de obtenção de autorização do Fisco, além da redução de custos com papel e maquinários.

O contador Adriano Melo Nepomuceno, contador e especialista em Simples Nacional, ministrou uma das palestras sobre a visão de futuro com a NFCe.

“Falei como está sendo essa transição e qual é a melhor forma de nos prepararmos para isso. O principal desafio é coragem e vontade de mudar, a grande chave é a oportunidade. Os processos mudam, mas isso não é problema e, sim, oportunidade”, afirmou.

Vantagens ao consumidor

Para o consumidor, a vantagem será a consulta em tempo real ou online de suas notas fiscais no portal da Sefaz por meio de QR Code.

Elionai Rodrigues da Silva, diretor administrativo do grupo Campelo e também palestrante do evento, lembrou que a tecnologia contribui muito para as empresas e consumidores.

“Discutimos a saída daquela máquina calculadora, aquela impressora fiscal para imprimir o cupom fiscal. Com o uso de tecnologia e essa obrigatoriedade, a gente aproveita a automação comercial para a gestão do negócio. Ainda hoje há um uso muito grande papel, mas nós precisamos saber que o documento eletrônico veio para ficar”, frisou.

Passo a passo

A implantação da NFCe nas empresas não é complexa, mas demanda preparo e antecipação por parte do empresariado. O coordenador do centro de ensino e consultor de varejo da Rensoftware, Jefferson Alencar, tratou do assunto na terceira palestra da noite.

“Destaquei as novidades do novo sistema, os desafios, benefícios e o impacto ecológico que isso causa, com a redução significativa do uso do papel. Tem empresário que se prepara desde o ano passado e tem aqueles que nunca ouviram falar. A Rensoftware está preparada para atender essa demanda”.

Informação para novos empresários

Valmir Ferreira Sobrinho, participante do workshop, está abrindo uma empresa no ramo de aquarismo e pet shop e absorveu bem os conteúdos compartilhados.

“Vim participar desse evento pensando no futuro da empresa, atendimento ao cliente e gestão. É importante buscar essa parceria para ter sucesso no mercado. Esse workshop me tirou muitas dúvidas”, pontuou.

Prêmios

Ao final do evento, a Rensoftware sorteou brindes para os participantes, entre eles uma impressora fiscal e a adesão zero ao sistema SCE Rensoftware. O empresário Rogério de Sousa, cliente Rensoftware, ganhou a adesão.

“Eu gostei muito, foi bastante esclarecedor. A Rensoftware está de parabéns por ter se antecipado e feito esse evento para orientar. Vou abrir uma nova loja e esse prêmios é um incentivo a mais”, finalizou.

Todos os participantes do 1º Workshop de Automação Fiscal da Rensoftware foram convidados a levar um quilo de alimento não perecível para o evento. Tudo o que foi arrecadado será doado pela Rensoftware a uma instituição de caridade de Araguaína.



Deixe uma resposta